sábado, 7 de outubro de 2017


Hoje foi um dia bom, hoje foi um dia bom, hoje foi um dia bom, e posso repetir isso milhares de vezes e sabe porque? Porque hoje simplesmente tive a oportunidade de abrir meus olhos e ver que Deus me deu um dia inteirinho de novas oportunidades, hoje foi um dia bom porque tive a oportunidade de olhar para o céu mesmo nublado e sem cor, hoje foi um dia bom porque pude perceber pequenas coisas em meu caminho, hoje foi um dia bom porque pude sorrir, hoje foi um dia bom porque estou amando, hoje foi um dia bom por errar e aprender mais uma vez, hoje foi um dia bom por ter um sonho para ir atrás, hoje foi um dia bom porque ainda tenho muito o que viver e experimentar, hoje foi um dia bom porque eu cai da maneira mais linda de todas, hoje foi um dia porque você estava ao meu lado, hoje foi um dia bom porque tenho esperança, hoje foi um dia bom porque sei que amanhã vai ser um dia melhor ainda!

sábado, 9 de setembro de 2017

PAUSA PARA O FILME: INVASĀO ZUMBI


Invasão Zumbi ou Train to Busan um filme de terror e ação estrelado por Gong Yoo (x), e o que me faria chorar em meio a um filme de zumbis? 

Confesso que por se tratar de um filme coreano no qual em 2016 estava em cartaz nos cinemas do Brasil, e chegou a grande marcos de espectadores em todo o mundo estava muitíssimo ansiosa por ele, agora em 2017 vou finalmente vê-lo e minha animação não foi outra, apesar de ser medrosa em meio ao terror fiquei feliz por reconhecer alguns artistas do filme.

Um alce zumbi, é assim que começa o filme, em questões dos zumbis gostei muito, zumbis ágeis e espertos são as características que me agradam deste estilo, outro ponto que me agradou é que não houveram grandes sustos então eu pude respirar, respirar? Quer filme com cenas mais tensas que este? Tinha horas que realmente imaginei que as coisas iam sair dos "trilhos".

Mas o que finalmente me fez chorar? Porque esse clima coreano sempre me deixa com água nos olhos? A reflexão deste filme me levaram a níveis altos quando se fala sobre os humanos, seus erros, suas falhas, egoísmo, generosidade e amizade, será que os humanos são como zumbis nestes termos?

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

[GAME] To The Moon


Dreamers e aí, como vocês estão? As férias já estão raspando para acabar, e o que vocês tem feito? Espero que tenham curtido tanto quanto eu, aliás deu pra descansar bastante, comi muito também, consegui um job bem legal, maratonei doramas, vi alguns filmes em cartaz e pratiquei vários dos meus hobbys favoritos, principalmente o de jogar, então já que esse período de férias está na reta final, vou deixar um dos meus fav jogos de RPG Maker para vocês se divertirem, e se ainda não jogaram ou não conhecem nenhum jogo neste estilo só clicarem na coluna GAMES ali ao lado *pisca*



A história do jogo é baseada nas memórias, e a tecnologia que permite modificá-las. A empresa fictícia Sigmund Corp. se utiliza dessa tecnologia para a "realização de desejos" para pessoas próximas da morte. A semelhança com filmes como " Brilho Eterno de uma mente sem lembranças" e "A Origem" é inevitável, sendo o primeiro uma das fontes de inspiração para Kan Gao como o mesmo afirma.



No jogo, temos dois funcionários da Sigmund Corp - Dr. Eva Rosalene e Dr. Neil Watts - contratados para realizar o desejo de Johnny, que deseja ir para a Lua. É um jogo cheio de aventuras, tragédias, mistérios e uma dose ideal de humor, um jogo envolvente e apesar de sua jogabilidade simples, é um jogo que nos faz refletir sobre a vida e os problemas que passamos, e possui um desfecho incrível que impressiona o jogador.


Procurando um jogo ótimo, que fosse no estilo RPG Maker mas sem o terror básico, achei essa maravilha chamada To The Moon e digo nenhum outro jogo me emocionou tanto quanto ele até o momento. O cronograma dos fatos e a história são muito bem feitos, a trilha sonora é linda, e os personagens como Dra Rosalene e Dr Neil trazem uma pitada do lado cômico na história, quebrando o clima de seriedade que fala sobre falecimento, amor e principalmente o sonho que Johnny tinha de ir a Lua.

"Todos parecem os mesmos daqui, mas isso não os torna menos bonitos."